segunda-feira, 25 de junho de 2007

Ensopado de safio com inhame e quiabos

Foi a primeira vez que comi inhame. Devo dizer que gostei imenso do sabor. Em relação à textura, é muito semelhante à castanha cozida, e penso repetir em breve, desta vez frito ou em puré.
Quanto aos quiabos, devo dizer que não os dispenso neste tipo de pratos e gosto imenso da espécie de “gelatina” que deixam na boca. Como nasci em Angola, não dispenso o pirão nas caldeiradas ou ensopados e substituo sempre o pão do ensopado pelo pirão, que não é mais do que farinha cozida. Normalmente faço com farinha de milho branca, mas como só tinha da amarela, não teve qualquer problema (ficou mais macia, mas boa na mesma).

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Ingredientes:

4 postas de safio
1 cebola média
4 rodelas de alho francês
4 dentes de alho
5 quiabos
5 inhames
½ pimento vermelho
3 a 4 colheres de sopa de óleo de palma
3 colheres de sopa de farinha de milho
2 dl de água
2 piripiris em grão
Sal e azeite q.b.

Modo de proceder:

Pica-se a cebola grosseiramente e leva-se ao lume com azeite suficiente para fazer um refogado em conjunto com o alho francês. Depois de a cebola estar refogada, junta-se água e tempera-se com sal, ½ Knorr de peixe, e o piripiri. Quando levantar fervura, junta-se o óleo de palma, as postas de safio, o inhame descascado e cortado em bocados grandes, os quiabos previamente cortados longitudinalmente, o pimento e deixe ferver até o peixe e o inhame estar cozido (cerca de 12 a 15 minutos).
Como não tinha pão alentejano descongelado, fiz pirão, que é uma receita obrigatória para mim (normalmente só eu é que como, em minha casa) e que acompanha todos os pratos de peixe que levem molho. Leva-se 2 dl de água (aprox.) a ferver com sal e uma colher de sopa de azeite. Deita-se a farinha numa tigela e vai-se juntando a água aos poucos para não ganhar grumos. Quando estiver tudo dissolvido, volta à panela e deixa-se cozer a farinha, mexendo sempre e em lume brando. Eu deixei cozer pelo tempo necessário ao peixe.
Se não gostar de pirão use fatias de pão alentejano ou outro pão do mesmo género, colocando-as no fundo da travessa onde vai servir o prato.

11 comentários:

Cláudia A. disse...

Querida Carmem, adorei este prato. A combinação do peixe com o pirão e o inhame deve ter ficada perfeita. Um beijo.

paula disse...

carmenzita que delicia de prato,nnca provei inhame mas tenho mesmo que experimentar,mas com outro tipo de peixe porque safio por aqui nao se encontra

mts beijinhos

Natércia disse...

Carmem esse Ensopado tambem me deichou água na boca,será que a minha amiga tem costela Alentejana.um bjs Natércia...

receitinhas da belinhagulosinha disse...

k maravilha carmenzita parabéns

és uma madrinha k uma afilhada se orgulha muito.

bjokaas

Luciana disse...

maravilha.................delicia..........tirando os quiabos..........

mil beijos

Elvira disse...

Sinceramente, adorei esta receita super exótica! :-)

Beijinhos

PS: um destes dias, ainda vamos as duas beber uma cerveja por aí... ;-D

Brites disse...

Uma cervejinha bem fresquinha...
(ai que vou apanhar uma fama de cozinheira "enfrascada" que é um mimo...) ehehehe

Obrigada a todas pelo apoio e carinho que me têm dado!
Beijocas!

risonha disse...

eh pá... se não fosse o safio.. mas eu não gosto de safio (pareço a winnie lol)... por mim fico com a cerveja...

Romy disse...

eu adorei :-P

se fosse fácil encontrar o pirão, acredita que até tentava em fazer...lol

beijokas

Romy disse...

correcção... digo inhame

LOL

Anônimo disse...

Bom dia, o meu nome é Graça e sendo açoreana, o inhame faz parte da minha alimentação e devo dizer que gosto imenso. Também gosto muito de quiabos, logo esta receita deve ser muito boa. Tenho uma pergunta a fazer, onde se encontra quiabos enlatados à venda? Já procurei cá e em alguns hipermercados em Lisboa e Coimbra e não encontrei.
Cumprimentos