sexta-feira, 27 de julho de 2007

Sparghetti com peru no forno

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Mais um ensaio para as "Comidinhas do dia-a-dia: Sobras" da nossa querida Akemi. Umas sobras de peru estufado e um pacote aberto de Sparghetti fez ontem as maravilhas do meu jantarinho. Abri uma excepção aos carbohidratos, mas em pequena dose. Nunca tinha feito este prato com Sparghetti e adorei! Espero que gostem também.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Peru com Sparghetti no forno

Ingredientes:
Sobras de peru, também pode ser outra carne branca (estufado ou assado)
1/2 pacote de esparguete
1 tomate limpo de peles e sementes
Cravos de cabecinha q.b.
1 embalagem de queijo ralado
1 ovo
Azeitonas
Salsa

Modo de proceder:

Coloca-se na panela o esparguete inteiro, sem o partir, e deixa-se cozer cerca de 8 minutos, enquanto isso desossa-se e desfia-se o frango. Leva-se alguns bocados de peru ao “1, 2, 3” para ficar um pouco mais moído. Bate-se um ovo com a salsa e mistura-se à carne. Corta-se o tomate em cubos pequenos.Quando o esparguete estiver cozido, colocam-se os ingredientes numa travessa de barro ou pirex, que possa ir ao forno, em camadas começando pelo esparguete, de seguida metade do tomate em cubos, o frango, novamente o tomate. Polvilhe de azeitonas a gosto e queijo ralado, leva-se ao forno até que comece a ferver e a parte de cima esteja gratinada.


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Nota: Não coloquei sal nem pimenta, uma vez que aproveitei o sabor da carne estufada. Pode sempre adicionar e rectificar temperos a gosto.

16 comentários:

Zete disse...

Massa é massa.... é sempre, mas sempre bom. Eu adoro massa!Um belo prato para aproveitar as sobras, com um toque de bom gosto, parabéns!

Akemi disse...

Brites, mais uma vez obrigada pela participação! Adorei sua sugestão! Pensei que levasse molho branco mas é muito mais fácil e saudável, não? Só fiquei com uma dúvida, os cravos a que vc refere são as especiarias?

Docescozinhados disse...

Hummm! Que maravilha que deve ser!
Também pensei que levasse natas ou bechamel mas assim e bem melhor!
Tenho lá resto de frango cozinhado e tinha oensado em fazer uma quiche para o gastar mas vou optar por esta massa. Parece tão boa!
Vou já anotar.
Beijinhos

semente de sésamo disse...

Que cheirinho...adoro massas...

Carla disse...

Que maravilha!! Até consigo sentir o cheirinho... =D

anna disse...

Gostei Brites!
É a prova de que umas sobras se podem transformar num prato especial para os olhos e também para a boca...
Beijokas.

Natércia disse...

Brites que maravilha adorei e deve estar muito bom.um bjs Natércia...

Brites disse...

Akemi, querida amiga, é sempre uma honra poder contribuir para o seu blogue. Quando aos cravinhos, sim, são as especiarias.
Beijinhos a todas vocês minhas queridas amigas.

Elvira disse...

Se posso ajudar a Akemi... Acho que chamam cravinho da Índia ao cravinho, no Brasil.

Adorei essa espécie de lasanha, querida Carmen. Também não gosto nada de desperdiçar comida.

Beijocas.

receitinhas da belinhagulosinha disse...

madrinha madrinha com tanta coisinha boa dás cabo da dieta dos olhos

bjokaas


k maravilha...............

Cláudia A. disse...

Ficou uma maravilha. Massa é tão versátil. Beijo.

Luciana disse...

ando uns dias sem te visitar e depois fico assim sem palavras ne ??

exatamente menonas o cravinho no brasil e o cravinho da india....


mil beijos

Cris disse...

Meus filhos vão amar esta receita! Vou fazer com sobras (olha a sobra da Akemi!) de frango. Bjs!

Cris disse...

Uma dúvida, 1,2,3 é o processador? Obrigada amiga, estou aprendendo termos novos com os blogs portugueses, sabe que pensando bem, acho que os blogs serviram para unir e integrar nossos países, pois antes eu desconheci totalmente muitas palavras usadas por vocês. Bjs!

Brites disse...

Akemi, há pouco esqueci-me de dizer que aqui em casa, muito raramente usamos natas nas comidas. Eu estou terminantemente proibida pelo médico por causa do colesterol. Mas nas sobremesas não dispenso.

Querida Cris, eu confesso que não sei bem como "traduzir" aquilo a que chamo "1,2,3"... é uma máquina que pica a carne, cebola, alhos bem fininhos. Acho que vou pedir ajuda à nossa querida Elvira que é perita em "traduções"...

Meninas, muito obrigada! Fico muito lisonjeada por terem gostado.
Beijocas.

Pinta disse...

oi Amiga

passei para te deixar um beijão